quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

DOM CASMURRO, de Machado de Assis



1

"[...] Não soltamos a mãos, nem elas se deixaram cair de cansadas ou de esquecidas. Os olhos fitavam-se e desfitavam-se, e depois de vagarem ao perto, tornavam a meter-se uns pelos outros... Padre futuro, estava assim diante dela como de um altar, sendo uma das faces a Epístola e a outra o Evangelho. A bôca podia ser o cálix, os lábios a patena. Faltava dizer a missa nova, por um latim que ninguém aprende, e é a língua católica dos homens. Não me tenhas por sacrílego, leitora minha devota; a limpeza da intenção lava o que puder haver menos curial no estilo. Estávamos ali com o céu entre nós. As mãos, unindo os nervos, faziam das duas criaturas uma só, mas uma só criatura seráfica. Os olhos continuaram a dizer coisas infinitas, as palavras da bôca é que nem tentavam sair, tornavam ao coração caladas como vinham..."
p. 22

2

"Capitu quis lhe repetisse as respostas tôdas do agregado, as alterações do gesto e até a piruêta, que apenas lhe contara. Pediu o som das palavras. Era minuciosa e atenta; a narração e o diálogo, tudo parecia remoer consigo. Também se pode dizer que conferia, rotulava e pregava na memória a minha exposição. Esta imagem é porventura melhor que a outra, mas a ótima delas é nenhuma. Capitu era Capitu, isto é, uma criatura mui particular, mais mulher do que eu era homem. Se ainda o não disse, aí fica. Se disse, fica também. Há conceitos que se devem incutir na alma do leitor, à força de repetição.

Era também mais curiosa. As curiosidades de Capitu dão para um capítulo. Eram de várias espécies, explicáveis e inexplicáveis, assim úteis como inúteis, umas graves, outras frívolas; gostava de saber de tudo."
p. 45

3

" - [...]. Deixe ver os olhos, Capitu.

Tinha-me lembrado a definição que José Dias dera dêles, "olhos de cigana oblíqua, mas dissimulada sabia, e queria ver se se podiam chamar assim. Capitu deixou-se fitar e examinar. Só me perguntava o que era, se nunca os vira; eu nada achei extraordinário; a côr e a doçura eram minhas conhecidas. A demora da contemplação creio que lhe deu outra idéia do meu intento; imaginou que era um pretexto para mirá-los mais de perto, com os meus olhos longos, constantes, enfiados nêles, a isto atribuo que entrassem a ficar crescidos, crescidos e sombrios, com tal expressão que...


Retórica dos namorados, dá-me uma comparação exata e poética para dizer o que foram aquêles olhos de Capitu. Não me acode imagem capaz de dizer, sem quebra da dignidade do estilo, o que êles foram e me fizeram. Olhos de ressaca? Vá, de ressaca. É o que me dá a idéia daquela feição nova. Traziam não sei que fluido misterioso e enérgico, uma fôrça que arrastava para dentro, como a vaga que se retira da praia, nos dias de ressaca. Para não ser arrastado, agarrei-me às outras partes vizinhas, às orelhas, aos braços, aos cabelos espalhados pelos ombros; mas tão depressa buscava as pupilas, a onda que saía delas vinha crescendo, cava e escura, ameaçando envolver-me, puxar-me e tragar-me."

p. 47-8

4

"[...], e foi assim que nos pacificamos. O bonito é que cada um de nós queria agora as culpas para si, e pedíamos recìprocamente [sic] perdão. Capitu alegava a insônia, a dor de cabeça, o abatimento do espírito, e finalmente "os seus calundus." Eu, que era muito chorão por êsse tempo, sentia os olhos molhados... Era amor puro, era efeito dos padecimentos, era a ternura da reconciliação."

p. 69

5

"Entre luz e fusco, tudo há de ser breve como êsse instante. [...] Oh! minha doce companheira da meninice, eu era puro, e puro fiquei, e puro entrei na aula de S. José, a buscar de aparência a investidura sacerdotal, e antes dela a vocação. Mas a vocação eras tu, a investidura eras tu." 

p. 73


6

"[...]; mas o discurso humano é assim mesmo, um composto de partes excessivas e partes diminutas, que se compensam, ajustando-se."

p. 89

7

"Nem eu, nem tu, nem ela, nem qualquer outra pessoa desta história poderia responder mais, tão certo é que o destino, como todos os dramaturgos, não anunciam as peripécias nem o desfecho. Êles chegam a seu tempo, até que o pano cai, apagam-se as luzes, e os espectadores vão dormir. "
p. 102


8

"O destino não é só dramaturgo, é também o seu próprio contra-regra, isto é, designa a entrada dos personagens em cena, dá-lhes as cartas e outros objetos, e executa dentro os sinais correspondentes ao diálogo, uma trovada, um carro, um tiro."
p. 103

9

"Contando aquela crise do meu amor adolescente, sinto uma coisa que não sei se explico bem, e é que as dores daquela quadra, a tal ponto se espiritualizaram com o tempo, que chegaram a diluir-se no prazer. Não é claro isto, mas nem tudo é claro na vida ou nos livros. A verdade é que sinto um gôsto particular em referir tal aborrecimento, quando é certo que êle me lembra outros que não quisera lembrar por nada."
p. 106

10

"A minha alegria acordava a dêle, e o céu estava tão azul, e o ar tão claro, que a natureza parecia rir também conosco. São assim as boas horas dêste mundo."
p. 125





Dom Casmurro / Machado de Assis. - São Paulo: Catânia Editôra, s/d.















Não sei muito o que dizer do que senti do livro a não ser que quanto mais adiantadas as páginas, mais me sentia agoniada e angustiada pelo sentimento que o sentimento de Bentinho me fazia sentir. Se Capitu traiu Bentinho? Não saberia também dizer, mas sendo o livro permeado pela narração imparcial dos fatos de acordo com a visão e com os sentimentos angustiados de Bentinho, poderia facilmente dizer que sim, pode que a dona dos olhos de ressaca o tenha traído. E diria isso com base nesse embrulho no estômago que certas vezes sentimos - como algo não palpável remexendo lá dentro querendo sair, que é pouco provável, vá lá, mas possível que seja a intuição nos delatando o que os olhos não vêem - ou apenas os nossos olhos enganados pelo tanto ou pelo pouco que nos cega.














19 de dezembro de 2013 




  



Nenhum comentário:

Postar um comentário